Alive and Kicking

Autoria: Zuzana Fabianová

O mês de maio tem uma característica muito particular. É em maio que se faz o verdadeiro fecho de contas do ano anterior. Fazem-se os balanços, levam-se a cabo as auditorias financeiras, faz-se a entrega do Modelo 22 e tudo culmina com o pagamento dos impostos em julho. Viva alegria! É um ritual que se repete na empresa ano após ano.
Este ano, face a esta situação do Covid-19 os prazos sofreram alterações e foram adiados, no entanto, nós fizemos um esforço e já encerramos o capítulo de 2019. Obviamente queremos e precisamos de estar focados no ano corrente que está ser mais rabugento do que o ano anterior.
Antes de vos falar sobre o primeiro trimestre 2020, quero fazer um mini-balanço de 2019.
Como vos adiantei há algumas semanas atrás, o ano de 2019 foi um bom ano.
Aproveito esta oportunidade para vos dar os parabéns pelos excelentes resultados.

Quando se tem uma equipa como a nossa, não há desafios impossíveis. Esta equipa superou mais uma vez todas as expectativas. Obrigado a todos!

Todas as nossas empresas aumentaram as suas vendas em 2019 face a 2018. A Wondercom vendeu mais 21%, a Knowledgeworks aumentou o seu negócio em 44% e a Wondertrade deu um saltinho positivo de 1%.
Face ao ano de 2018, em 2019, a Wondercom teve uma evolução positiva no EBITDA de 5% e a KnowledgeWorks de 30%. (EBITDA significa resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações, é a tradução da expressão em inglês para earnings before interest, taxes, depreciation and amortization.)
Nas nossas três empresas, em 2019, fomos cerca de 470 Colaboradores, ou seja, o nosso quadro pessoal aumentou em cerca de 7% face ao ano anterior. Aumentámos também o número de de Parceiros/Fornecedores de Field Service, Field Marketing e serviços IT e ICT.

O nosso Field Service concluiu 239.441 intervenções técnicas, fizemos mais 35.512 intervenções que no ano anterior. O negócio FS cresceu 12% face a 2018.

Ainda no âmbito de Field Service, abrimos duas novas áreas de negócio, afastando-nos por completo da nossa zona de conforto. Iniciámos a nossa colaboração com a EDP Comercial. Iniciámos atividades relacionadas com as energias renováveis e eficiência energética e assim acrescentámos ao nosso portfólio serviços de instalação de painéis fotovoltaicos e de instalação de eletrodomésticos eficientes.

No que respeita à nossa oferta ICT, a nossa equipa Pré-Venda e Comercial elaborou 958 propostas ICT (soluções Wi-Fi, videovigilância, hospitality TV e outras soluções ICT), sendo que conseguiu defender e ganhar 340 destas. Esta área de negócio conta com uma equipa competente e cada vez mais experiente. O nosso Field Service está 100% envolvido nesta atividade e garante os serviços de instalação e suporte no local. As equipas de Gestão de Projeto e Gestão Técnica estão a operar a partir do Parque das Nações e a equipa de Suporte aos nossos Clientes ICT está a atuar remotamente a partir da Covilhã. O negócio ICT, em 2019, cresceu 55% face a 2018.

Fechámos 2019 também com sucesso na nossa área de Outsourcing. Contámos com uma equipa de 157 colaboradores a prestar serviços especializados em vários clientes no âmbito Telco e IT. O negócio Outsourcing cresceu 19% face a 2018.

Destaco igualmente as conquistas da nossa equipa de vendas D2D (Wondertrade). Em 2019, além de angariar 3.238 novos Clientes de Consumo para a Vodafone, abriu novas atividades, tais como venda de soluções empresarias Vodafone e venda de soluções de consumo para a EDP Comercial. Estas atividades comerciais, em 2019, cresceram 16% face a 2018.

A Knowledgeworks contribuiu positivamente para os resultados do Grupo. Concluiu com sucesso o desenvolvimento do LCPE – uma aplicação de gestão de logística utilizada pelo nosso Cliente Vodafone e pelas nossas equipas Field Service. Concluiu também com sucesso o desenvolvimento do Portal de Matrículas – uma aplicação para realizar e renovar as matrículas dos alunos no ensino básico e secundário para estabelecimentos de ensino público do Ministério da Educação.
A KnowledgeWorks teve ainda uma participação ativa e importante no Projeto ICT e IoT da Wondercom e criou duas soluções internas ASIO e YO! que fazem parte do nosso portfólio ICT Wondercom e do portfólio Vodafone para empresas. Adicionalmente, a KnowledgeWorks consolidou a sua unidade de negócio Outsourcing IT.
Tal como já referi, a Knowledgeworks aumentou o seu negócio em 45%.

E é com este pequeno resumo que me despeço de 2019 e agradeço mais uma vez por todas as lições aprendidas e por todos os contributos positivos.

E 2020? Todos concordamos que o 2020 está a ser um ano no mínimo surpreendente. O que já não é surpresa é que esta equipa Wondercom, Wondertarde e Knowledgeworks está mais uma vez à altura do desafio!
Não me canso de dar parabéns à nossa Equipa Field Service (interna e parceiros) pelas inúmeras atitudes positivas e pelo profissionalismo e dedicação demonstrados durante esta crise Covid-19. Esta equipa é a alma da nossa empresa. Respect!

Excerto do Telejornal do Canal1 transmitido no dia 20 de Abril – “Profissões indispensáveis”

Não posso também deixar de dar os parabéns às nossas equipas de Outsourcing, que como sempre, de forma extremamente rápida e eficiente responderam de uma forma exemplar aos pedidos dos nossos clientes.

Deixo também um obrigada a todas as restantes equipas que se souberam adaptar e reorganizar em poucos dias, e que se esforçaram sempre com o moral em cima continuando a garantir o funcionamento de todos as áreas. Foi absolutamente fantástico!

Antes de vos explicar um pouco sobre os efeitos Covid-19, quero dar-vos a conhecer os resultados do primeiro trimestre 2020.
O primeiro trimestre foi excelente. Estávamos bem lançados e a “ganhar velocidade”. Se não fosse o malvado Covid-19 já ninguém nos “apanhava”. Mas, fomos forçados a por o pé no travão a partir do dia 15 de março.
Ainda assim, o Grupo Wondercom, no primeiro trimestre realizou negócios no valor de 6.75M e cumpriu o seu objetivo a 90%. Só a título de comparação, no primeiro trimestre 2019 realizámos negócios na ordem de 6.9M.
Esta crise não cancelou os nossos planos, sonhos e ambições, apenas colocou à prova a nossa capacidade de organização e adiou um pouco algumas atividades.
O nosso negócio Field Service e Field Marketing (vendas porta-a-porta) foram os mais afetados. No Field Service sofremos quedas de volume de trabalho na ordem dos 40%. (menos 8 mil intervenções por mês) Ainda assim, estamos a verificar um gradual aumento de solicitações nas 2 últimas semanas. Este é, sem dúvida, um sinal muito positivo que nos permite olhar para o futuro com positivismo e confiança. Esperamos, sinceramente, que o pior já tenha passado e que o ano 2020 tenha sido útil para nos dar algumas lições.

O que o Covid-19 nos ensinou?

Que temos uma equipa Field Service e Logística admirável e resiliente. Ensinou-nos igualmente que as equipas de Outsourcing têm um extraordinário foco no cliente e espírito de entreajuda. Ensinou-nos também que temos uma equipa Field Marketing mais expedita do que se podia alguma vez imaginar. Esta equipa não baixou os braços nem os volumes de vendas durante crise, reinventou-se completamente e venceu!
O Covid-19 ensinou-nos ainda que as pessoas se adaptaram maravilhosamente ao teletrabalho, que conseguem cumprir na perfeição todas as suas tarefas e responsabilidades. E que, como a nossa VPN e os nossos sistemas de informação estão à altura do desafio é perfeitamente possível trabalhar a partir de casa.

Cliché ou não, o que não mata, engorda. Cliché, ou não, vai correr tudo bem. Não tenham dúvidas.


Um abraço forte a todos,
ZF